Rio Lisboa

RioLisboa

VS Agenciamento

A sonoridade do RioLisboa reflete a fusão das musicalidades de Portugal e do Brasil – países unidos por laços históricos e pela língua de Camões. O FADO unido à BOSSA-NOVA – a nostalgia e a saudade unidas à alegria e à paixão.

A sonoridade do RioLisboa reflete a fusão das musicalidades de Portugal e do Brasil – países unidos por laços históricos e pela língua de Camões. O FADO unido à BOSSA-NOVA – a nostalgia e a saudade unidas à alegria e à paixão.

RioLisboa

A sonoridade do RioLisboa reflete a fusão das musicalidades de Portugal e do Brasil – países unidos por laços históricos e pela língua de Camões. O FADO unido à BOSSA-NOVA – a nostalgia e a saudade unidas à alegria e à paixão. Esta mistura expressa as sonoridades da antiga Alfama com as da saudosa Copacabana.

MOÇA MORENA ilustra a mulher moderna europeia que se identifica com as influências latinas, africanas e hispânicas. “Moça morena” é uma mulher mestiça, resultado deste encontro e mistura de culturas, aqui representada pelas diversas cantoras convidadas.

Os temas de “Moça Morena” espelham, ao mesmo tempo, uma antecipação dessas novas peripécias e aventuras globalizadas, bem como a eterna saudade da nossa casa – as nossas raízes e identidade. Inevitavelmente, o amor acaba como cenário destas histórias irresistíveis, para quem vive a vida intensamente. Os possíveis afluentes deste sentimento resultam em poemas, peças únicas, assinados por figuras maiores da literatura e poesia nacionais – Fernando Pessoa, Sophia de Mello Breyner Andresen, João Monge, Maria do Rosário Pedreira e Nuno Miguel Guedes, bem como músicos sensíveis às palavras e ao modo de colocar o sentimento no papel – Márcio Faraco, José Sebastião, Ana Sofia Paiva, André Mota e Bruno Fonseca.

RioLisboa
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
RioLisboa
Reproduzir vídeo
RioLisboa
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
RioLisboa
Reproduzir vídeo

RioLisboa